Quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2008

Uma janela …

Que arte reside numa janela? Nenhuma? Discordo plenamente, uma janela tem toda a vida para além dela, encontre-me eu do lado que preferir.
Estando do lado de dentro temos o mundo todo à nossa frente, temos a oportunidade momentânea de vaguear. Do lado de dentro consigo ver sem ser visto, consigo tudo, sem ter nada…
E do lado de fora, qual é o sentimento?
Ai!!!!.... Prefiro, definitivamente, o lado de fora. Deste lado sinto-me livre, sinto que já estou no mundo e não preciso de saltar para ele…
Do lado de fora da janela posso fazer tudo. Posso admirar toda a arte que um simples buraco na parede representa… Ai, como é bela uma janela…
Esta é especial… Sinto todo o poder do amor ao poder olhar para ela… Um coração, outro coração e mais um coração… Ooooopssss! O meu coração despedaçou-se.
Eis a arte que reside numa janela!
publicado por flavicirc às 16:40

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O Projecto...

. Horizonte...

. Uma imagem...

. Porta-Chaves

. Programa Polis na Cidade ...

. AGENDA CULTURAL DE ABRIL

. Carnaval*

. As ruelas...

. Avaliação do 2º Período

. Relatório das Actividades...

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Um olhar sobre o Tâmega...

blogs SAPO

.subscrever feeds